Incensário Barco Viking/ Drakkar 03

  • Modelo: Incensário Barco Viking/ Drakkar 03
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$ 40,00 R$ 35,00

Calcular Frete

Incensário Barco Viking/ Drakkar


Feito de resina 


Tamanho: 11 x 8,5 cm


Devido a pintura ser artesanal pode apresentar pequenas variações de cor



Segundo James Graham-Campbell, arqueólogo e emérito professor de arqueologia medieval, os barcos não representavam apenas um meio de transporte corrente para os vikings: "a sua importância também manifestava-se no papel que desempenharam nos rituais religiosos do período. A gente de alta posição social era frequentemente enterrada em seus barcos e foi com a escavação de grandes túmulos funerários da Escandinávia no século XIX que começou por revelar aos olhos modernos o esplendor e a perfeição do barco viking".

Uma dessas grandes escavações aconteceu no fiorde Oslo, Noruega, por volta de 1880, onde foram encontradas três embarcações, colocadas em diques pelos seus construtores. Transportadas para o Museu dos Barcos Vikings de Oslo, exibem as relíquias conhecidas pelos nomes dos lugares em que foram achadas: o navio de Tune, o navio de Gokstad e o navio de Oseberg. Este último é o mais famoso, era essencialmente um "iate real" magnificamente decorado, encontrado em um túmulo funerário do século IX de uma mulher de alta posição social. Exames arqueológicos indicam que ele nunca foi destinado a atravessar o Atlântico, no entanto, colaborou com numerosos indícios tanto sobre a construção naval viking como sobre a vida diária dos povos escandinavos daquele período.
Diversos artefatos do cotidiano foram encontrados nele como trenós, baús de madeira, ferramentas agrícolas, peças têxteis, entre outros itens. O Gokstad é o maior navio do museu, com 24 metros de comprimento e 5 de largura, projetado para transportar até 32 homens, possuindo mecanismos de controle de velocidade e estabilidade, ideal para navegação em águas turbulentas e ataques-surpresa. Além destes, há os barcos de Skuldelev, mencionados anteriormente, encontrados no fiorde de Roskilde, Dinamarca, atualmente localizados no Museu de Barcos Vikings de Roskilde.

Referencia: Livro os Vikings de James Graham-Campbell

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.