Deus Tyr

  • Modelo: Deus Tyr
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$ 40,00

Calcular Frete

Deus Tyr


Desenho frente e verso


Com runas em todo ao redor


Tamanho: 4,5 x 2,6 cm


Feito de Estanho


Acompanha colar


 


Tyr era adorado como o deus da guerra, da justiça e da ordem. Uma de suas funções era garantir que os contratos e juramentos não seriam quebrados. Tyr era um guerreiro capaz e um guarda severo da lei e da verdade e que sempre lutava honradamente.


Algumas fontes afirmam que ele era filho do gigante Ymir, e foi o patrono dos nórdicos, antes de Odin. Já outras afirmam que ele é filho de Odin e Frigga, e com isso ele faria parte da 2ª geração de deuses nórdicos, sendo irmão de Thor e tio dos deuses Magni e Modi.


Como Odin, ele tem muitas características dos precursores deuses germânicos da batalha. Paralelos em outras mitologias, juntamente com descobertas arqueológicas relativas a um deus com uma só mão, sugerem que Tyr é muito antigo e era conhecido no Norte da Europa em algum lugar entre um e dois mil anos antes de Snorri Sturluson incluí-lo em sua Edda em Prosa. Semelhanças podem ser encontradas no deus Nuada da mitologia irlandesa.


Sua runa, Tiwaz, parece uma seta apontando para cima e foi frequentemente encontrada esculpida em punhos de armas ou gravada em lâminas. Os primeiros povos germânicos associavam Tyr a Marte, o deus romano da guerra. O terceiro dia da semana, conhecido como dies Martis (Dia de Marte) na América Latina, tornou-se conhecido como Tyrsdagr para os nórdicos e em inglês tornou-se Tuesday (terça-fera).


Apesar de Tyr aparecer em poucas lendas, a mais conhecida história sobre ele envolve o feroz lobo Fenrir, o qual nenhuma cadeia era capaz de segurar. O deus supremo Odin ordenou que os anões fizessem um grilhão mágico tão forte que Fenrir não pudesse quebrá-lo. Os anões então criaram um que era suave e macio como seda, chamado Gleipnir. Fenrir desconfiou quando os deuses tentaram amarrar Gleipnir à sua volta. Mas ele permitiu que eles o amarrassem após o bravo Tyr colocar a mão na boca do lobo. Mas esta propensão para a nobreza lhe custou sua mão. Quando Fenrir percebeu que tinha sido enganado e que não conseguiria se soltar, ele devorou a mão de Tyr.


No Ragnarok, Tyr está destinado a batalhar com Garm, o cão de guarda do submundo - uma luta que resultará na morte de ambos.


Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.